Como montar uma reserva financeira de emergência este ano?

Vou citar o poeta americano Henry Wadsworth Longfellow “Durante o dia, alguma chuva pode cair… Alguns dias devem ser escuros e sombrios”. Para lidar com esses dias sombrios, é preciso saber como montar uma reserva de emergência.

Pense nisso como um amortecedor para os choques da vida, que o impedirá de aumentar suas dívidas nos dias difíceis. Aqui, observamos o quanto você precisará poupar para seu fundo de emergência e como pode começar ainda hoje.

O que você precisa para montar uma reserva de emergência?

A maioria das pessoas acham que uma reserva financeira ideal é em média dois meses de salário. Porém eu e outros especialistas financeiros, recomendamos que é preciso manter uma reserva de caixa de emergência grande o suficiente para cobrir no mínimo três a seis meses de despesas domésticas.

Essa é uma ótima ideia, mas também requer algum esforço para alcançar. O primeiro passo no processo é descobrir o quanto você gasta todos os meses. Estatísticas das despesas do consumidor indicam que a despesa anual de consumo de uma família de classe média é de R$57.311,00, em média.

Estes dados são discriminados por mês na tabela abaixo. Os meses em negrito destacam as despesas trimestrais cumulativas:

Número de meses Despesas acumuladas
1 R$4.775,92
2 R$9.551,83
3 R$14.327,75
4 R$19.103,68
5 R$23.879,60
6 R$28.655,52

Embora suas despesas domésticas possam ser superiores ou inferiores à média, não há dúvida de que mesmo três meses de despesas é um valor elevado. Um olhar para esse número e a primeira reação das pessoas é: “Jamais vou conseguir poupar todo esse dinheiro”. Por isso é importante saber como montar uma reserva de emergência.

Porquê tanto dinheiro?

reserva de emergência em um planejamento financeiro

A quantidade de dinheiro necessário para construir uma reserva de emergência adequada é certamente significativa, mas vivemos em tempos incertos com economias incertas. A lealdade corporativa é uma coisa do passado e o desemprego pode acontecer inesperadamente, geralmente no pior momento possível.

Da mesma forma, emergências como doença ou deficiência súbita, grandes reparos de carro ou um novo telhado, podem ser caras e nunca há tempo para que essas coisas aconteçam.

Embora seja provável que você não tenha uma reserva de emergência hoje de R$14.327,75 , tudo é relativo. Até seis meses de despesas é um número insignificante em comparação com o valor que precisará economizar para sua aposentadoria.

Não há um investidor experiente que rejeite a ideia de guardar tanto dinheiro que ele ou ela nunca mais precisará trabalhar novamente. Quando comparado ao que você precisa ao longo de 20 ou 30 anos de aposentadoria, o valor de três meses de despesas não parece muito. (Para obter mais informações sobre como se aposentar, veja Como se aposentar cedo).

Calculando seus custos

Agora que você tem coisas em perspectiva, é hora de começar a poupar para suas reserva de emergência. Esforce-se da mesma forma que se aproximaria de qualquer outro objetivo financeiro. Faça um plano e execute-o.

O primeiro passo é determinar o quanto gasta por mês. Habitação, transporte e comida provavelmente serão as categorias que consomem a maior parte do seu dinheiro. A família de classe média gasta quase 60% de sua renda (o que equivale a R$74.664,00 antes dos impostos, de acordo com pesquisas) sobre esses itens.

Depois de conhecer as despesas totais de cada mês, multiplique esse número por três. Alcançar esse número será seu objetivo inicial. Para alcançar seu objetivo de três meses, você precisa começar a economizar dinheiro.

Se assumirmos que seu objetivo inicial é de R$10.000,00 a tabela abaixo ilustra o quanto precisará poupar a cada mês, durante um período de 5 anos ou 2,5 anos.

Plano de 5 anos Montante necessário por mês Plano de 2,5 anos Montante necessário por mês
60 meses R$166,67 30 meses R$333,33

Coloque seu Plano em ação

investimentos para reserva de emergência

Comprar um carro mais econômico ou mesmo fazer um downgrading do seu serviço de celular são duas formas fáceis de economizar dinheiro para financiar sua reserva de emergência. Por exemplo, até ano passado eu tinha um plano pós-pago que me custava em média R$129,00. Assim que parei para analisar meus custos fixos mudei imediatamente para um plano que custa R$44,90.

Diminuindo as férias de duas semanas, reduzindo o valor gasto para jantar fora e economizando seu próximo aumento salarial também são métodos simples de adicionar receita ao seu fundo de emergência. Essas estratégias são basilares para aprender como montar uma reserva de emergência.

A chave é adicionar valores a reserva de emergência em intervalos regulares. Idealmente, você deve tratar sua reserva como qualquer outra conta fixa que deve pagar a cada mês. Dedique o montante apropriado de pagamento e deixe-o de lado.

Se você estiver entre os muitos investidores que não têm uma reserva de emergência para os dias sombrios, não há tempo melhor como hoje para começar a economizar. Mesmo que não tenha a dedicação para abordar o projeto com um programa de poupança dedicado, comece de forma simples: guarde as famosas moedinhas dos seus bolsos no final do dia e coloque-o em um frasco (porquinho).

Você também pode comer em casa ao invés de jantar fora, adicionando alguns reais a sua reserva de emergência. Se você receber sua restituição de imposto, deposite integralmente em seu fundo. Se você consegue guardar R$5,00 por dia (menos do que o custo do almoço), terá R$1.825,00 no final do ano. Isso é R$9.125,00 em apenas cinco anos.

Os fundos de renda fixa ou títulos do Tesouro Direto são bons lugares para guardar sua reserva de emergência. Eles tornarão mais difícil os saques (enfrente: você será tentado de vez em quando a sacar o recurso) e você ganhará bons retornos sobre o dinheiro também.

Conclusão de como montar uma reserva de emergência!

Veja sua reserva de emergência como uma apólice de seguro. Uma vez que você tem, guarde-a com cuidado. Não é um cofrinho. Você não deve usá-la para despesas rotineiras. Na verdade, a medida que seu salário aumenta, certifique-se de aumentar o valor para combinar com sua nova situação.

Use a reserva apenas em caso de emergência e espere que a emergência nunca aconteça. Lembre-se, uma vez que o dinheiro é gasto, há muito mais esforço para substituí-lo. Comece agora e poupe tudo o que puder, mesmo que não seja muito.

Algum dia, quando você precisar do dinheiro, ficará feliz por ter aprendido como montar uma reserva de emergência. Poderá aguentar os dias nebulosos, sem gastar seu de cartão de crédito ou fazer um empréstimo pessoal.

Ainda está com dúvidas em como montar uma reserva de emergência? VEJA AQUI sua importância.


Gostou do nosso artigo? Cadastre-se na nossa Newsletters ao lado e fique por dentro de todas as dicas e sacadas sobre investimentos.


CLIQUE no link abaixo e COMPARTILHE nosso conteúdo nas redes sociais! Ajude outros investidores a saber como montar uma reserva de emergência!

Flavio Moura

Consultor Financeiro