Economia e Mercados seguem com cautela na reta final das eleições dos EUA


A semana começa movimentada nos mercados e economia internacional, que seguem com movimento de cautela na reta final da disputa para a presidência dos Estados Unidos. Destaca-se também a reunião do Fomc e o ADP.

As bolsas mundiais seguem pressionadas na sessão desta segunda-feira em meio à incerteza sobre o resultado da eleição presidencial nos EUA. Na última sexta, o mercado registrou um movimento de aversão ao risco após a notícia de que o FBI reabriu a investigação contra a candidata democrata à presidência Hillary Clinton sobre o caso dos e-mails, o que poderia favorecer Donald Trump.

As últimas pesquisas divulgadas no domingo mostraram que a maioria dos eleitores americanos não mudará seu voto em razão do anúncio do FBI; contudo, a disputa parece estar mais acirrada na reta final. Levantamento ABC News/Washington Post mostrou virtual empate entre Hillary e o adversário republicano, Donald Trump, em âmbito nacional, com apenas um ponto de vantagem para a democrata.

Contribuindo para o dia de queda das bolsas europeias, estiveram os dados econômicos da Alemanha. As vendas no varejo do país tiveram a maior queda em dois anos em setembro. Acumulou uma baixa de 1,4% ante expectativa de alta de 0,2%. Já o petróleo recua pelo segundo dia após encontro da Opep terminar sem acordo.

Economia Internacional

Na agenda internacional da semana, o grande destaque fica para os EUA, que conta com a decisão do FOMC na próxima quarta-feira, feriado de Dia dos Finados no Brasil. Embora a expectativa seja de taxa estável, os investidores ficarão atento a sinalizações do comunicado. Isso registrou apostas de alta dos juros em dezembro terem aumentando nos últimos dias.

Além disso, destaque para as falas de dirigentes do Fed, como o vice-presidente Stanley Fischer. Estes também podem afetar as expectativas.  Merece destaque a reunião do Banco da Inglaterra, na quinta-feira, que deverá seguir com a política monetária inalterada. Será abordado a alta das expectativas de inflação e do desempenho positivo da atividade nos últimos meses.

Já na Ásia, a decisão do Bank of Japan no início da semana é destaque; além disso, a China ganha atenção com PMIs de outubro, que saem a partir desta segunda-feira. Também serão revelados PMIs da zona do euro durante a semana.

Clique aqui e confira a agenda doméstica para esta semana.


Para você ser o primeiro a receber novas notícias basta colocar seu e-mail no campo abaixo:

[Id wysija_form = “1”]


Agora CLIQUE no link abaixo e compartilhe nosso conteúdo nas redes sociais! Ajude outros investidores!

 

Flavio Moura

Consultor Financeiro