5 passos para elaboração de um bom planejamento financeiro em 2017

Iniciando seu planejamento financeiro

A poupança é o destino do dinheiro de muitos brasileiros, ainda leigos em finanças e planejamento financeiro. Em 2016, a poupança rendeu míseros 8,07%, perdendo para a variação da inflação (medida pelo IPCA) no mesmo período (10,67%). Isso demonstra a urgência de elaboração de um planejamento financeiro este ano.

Vamos listar abaixo um roteiro simples que  pode ser útil para você avaliar o seu planejamento financeiro atual e, eventualmente, fazer algum “recálculo de rota”.

Elaboração de um planejamento financeiro – 5 Passos:


Passo 1: Identificar o seu perfil e objetivos;


Passo 2: Avaliar se a carteira atual está adequada ao seu perfil/objetivo;


Passo 3: Desenvolver estratégias de investimento;


Passo 4: Introduzir um plano e colocá-lo em prática/operacionalizar;


Passo 5: Controlar e acompanhar a carteira.


Definindo seu perfil de investimento

  • Disponibilidade de correr riscos: vontade ou disposição;
  • Capacidade de correr riscos: característica intrínseca;
  • Idade: quanto menor, maior a capacidade de tomar risco e vice-versa;
  • Nível de conhecimento;
  • Nível de renda, segurança da sua posição e recorrência (quanto é fixo, quanto é variável);
  • Capacidade de poupança;
  • Número de dependentes;
  • Objetivos (curto, médio e longo prazo).

Capacidade de tomar risco

planejamento financeiro a longo prazo

Perfis-base de um investidor

elaboração de um planejamento financeiro

Vamos dar um exemplo na elaboração de um planejamento financeiro:

Presumimos que você tenha 27 anos, não tenha dependentes e consiga poupar boa parte de sua renda. Como podemos ver no primeiro quadro, você teria maior capacidade de tomar risco. Vamos cogitar que você tenha como objetivo principal obter ganhos significativos de capital, o que lhe encaixaria no perfil “Crescimento”.

Assim que você conseguir identificar o seu perfil, o próximo passo é buscar os tipos de investimentos que mais se ajustem aos seus objetivos e à sua realidade. É preciso casar os prazos das aplicações com suas necessidades do dinheiro. Esse é um passo básico na elaboração de um planejamento financeiro

Fique atento à liquidez dos ativos selecionados. Entendemos que o investidor brasileiro, mesmo o mais arrojado, deve ter a maior parte de sua carteira em renda fixa no momento. Com o juro alto no País, em um mundo de juros zerados, deve-se aproveitar essa oportunidade de ter bons retornos, correndo poucos riscos.

Quer saber mais 10 dicas sobre elaboração de um planejamento financeiro? CLIQUE AQUI!


Gostou do nosso artigo? Cadastre-se na nossa Newsletters e fique por dentro de todas as dicas e sacadas para alavancar seus investimentos.


O Clube do Valor também escreveu 52 dicas práticas para mudar sua vida financeira! CONFERE LÁ!

COMPARTILHE no link abaixo o conteúdo Financials nas redes sociais! Ajude outros investidores a saber como fazer uma elaboração de um bom planejamento financeiro!

Flavio Moura

Consultor Financeiro