Simulador Tesouro Direto

O que são Títulos Públicos?

Concebido em 2002, esse Programa surgiu com o objetivo de democratizar o acesso aos títulos públicos, ao permitir aplicações com apenas R$ 30,00. Após aprender TUDO SOBRE TESOURO, Renda Fixa e Fundos de Investimentos, aconselhamos que você “brinque” com o Simulador Tesouro Direto. Assim, você identificará qual é o melhor Título para o seu perfil.

O Tesouro Direto são os títulos emitidos pelo Governo, por meio do Tesouro Nacional, com a finalidade de captar recursos para o financiamento da atividade pública. Em função disso, são vistos pelo mercado como de baixo risco.

Simulador Tesouro Direto

Antes do Tesouro Direto, o investimento em títulos públicos por pessoas físicas era possível somente indiretamente, por meio de fundos de renda fixa que, por cobrarem elevadas taxas de administração, especialmente em aplicações de baixo valor, reduziam a atratividade desse tipo de investimento.

Todos os títulos públicos são ativos de renda fixa, ou seja, o investidor conhece as condições de remuneração no momento da compra do papel, e caso fiquem com o título até o vencimento, a remuneração final será exatamente a contratada na aplicação.

A relação entre taxa de juros e preço unitário é inversamente proporcional. Quando a taxa de juros cai, o preço sobe. Quando a taxa de juros sobe, o preço cai. E essa variação será tanto maior quanto maior for o prazo remanescente do título.

Como Investir no Tesouro Direto?

Para começar a investir, é preciso apenas seguir os 5 passos:

  1. Primeiramente, você precisa ter CPF e conta corrente em uma instituição financeira ou corretora.
  2. A partir daí, você deverá escolher uma instituição financeira, que pode ser um banco ou uma corretora, também chamada de agente de custódia, para intermediar suas transações com o Tesouro Direto.
  3. Entre em contato com a instituição financeira escolhida e solicite seu cadastramento. Você deverá fornecer a documentação necessária para que essa instituição abra uma conta em seu nome para operar com o Tesouro Direto.
  4. A partir disso, você receberá uma senha provisória da BM&FBovespa para o primeiro acesso à área restrita do Tesouro Direto, em que são realizadas as operações de compra e venda, assim como consultas a saldos e extratos.
  5. Troque a senha provisória por uma nova que deverá conter entre 8 e 16 dígitos, composta por letras, números e caracteres especiais. Pronto! Você já será investidor habilitado e poderá começar a investir.

Modalidades de Aplicação do Tesouro Direto:

Investimento Tradicional

São operações de compra e venda que podem ser realizadas a qualquer momento do dia, dentro do período de
funcionamento do programa (das 9h às 5h em dias úteis e 24 horas por dia em fins de semana e feriados).

O valor da compra poderá ser ajustado pela quantidade de títulos desejada ou pelo montante total a ser
investido. A operação de venda realizada da mesma maneira.

Em relação à recompra dos títulos feita pelo Tesouro Nacional, o investidor pode vender os seus títulos todos os
dias úteis, das 18 horas de D0 às 5 horas de D+1. Nos fins de semana e feriados, você poderá vender seus títulos
em qualquer horário.

Em todos os casos, as transações serão executadas utilizando os últimos preços de fechamento de mercado
disponíveis. Sua transação será processada no dia útil posterior à ordem de venda, (D+1), quando os recursos
oriundos dessa operação serão repassados para a sua instituição financeira.

Essa, por sua vez, repassará esses recursos para você dentro do prazo previsto no seu regulamento.

Investimento Programado

O investimento programado contempla o agendamento de compras e vendas, a reaplicação automática dos juros semestrais (cupons) e do valor a ser resgatado nas datas de vencimento dos títulos. Representa, assim, mais uma conveniência para você planejar suas finanças.

Tanto na compra quanto na venda, você pode agendar a operação envolvendo um ou mais títulos durante o período que determinar.

Até um dia antes da data marcada para a operação, todos os agendamentos feitos poderão ser consultados, cancelados ou alterados. Caso um determinado título deixe de ser ofertado, você será avisado por e-mail e poderá refazer sua programação.

Nesta modalidade você pode direcionar o dinheiro recebido no vencimento de um título ou proveniente de cupom de juros automaticamente para uma nova aplicação, bastando que indique sua opção de compra de um novo título. Além disso, poderá optar por reinvestir tudo ou somente parte dos recursos recebidos.

Títulos disponíveis no simulador tesouro direto:

Tesouro SELIC (LFT) – Vinculado à taxa SELIC

Ao investir em um título Tesouro Selic, o investidor não sabe exatamente qual será a sua rentabilidade no final do período. Isto porque ela vai depender da variação da taxa básica de juros. Se a Selic subir, a tendência é que  a remuneração seja maior, e vice-versa. Aproveite o Simulador Tesouro Direto para saber os rendimentos futuros.

Por isso, este título é mais indicado em caso de expectativa de que a taxa de juros suba ou permaneça em um patamar elevado – assim, a remuneração também será mais atrativa. Para investidores que não acompanham o mercado e podem precisar resgatar o dinheiro a qualquer momento, esse também é o título mais indicado.

Tesouro IPCA + com juros semestrais (NTN-B)

Assim como no caso do Tesouro Selic, o investidor que compra um título Tesouro IPCA + não sabe exatamente qual será a sua remuneração no final do período de validade do título. Isso porque a rentabilidade é baseada no IPCA, um índice de inflação que flutua todos os meses.

Este título é indicado para quando existe a expectativa de que a inflação aumente, assim o investidor não só protege seu patrimônio como ainda pode ganhar poder aquisitivo.

Ele proporciona rentabilidade real, ou seja, garante o aumento do poder de compra do seu dinheiro. Seu rendimento é composto por duas parcelas: uma taxa de juros prefixada e a variação da inflação (IPCA).

Desse modo, independente da variação da inflação, a rentabilidade total do título sempre será superior a ela. A rentabilidade real, nesse caso, é dada pela taxa de juros prefixada, contratada no momento da compra do título. Veja através do Simulador Tesouro Direto quanto você receberá investindo neste título.

Tesouro Prefixado com juros semestrais (NTN-F)

É mais indicado para quem deseja utilizar seus rendimentos para complementar sua renda a partir do momento da aplicação, pois esse título faz pagamento de juros a cada seis meses. Isso significa que o rendimento é recebido pelo investidor ao longo do período da aplicação, diferentemente do título Tesouro Prefixado (LTN).

Os pagamentos semestrais, nesse caso, representam uma antecipação da rentabilidade contratada. Cabe destacar, adicionalmente, que no pagamento desses rendimentos semestrais há incidência de imposto de renda (IR), obedecendo a tabela regressiva.

Tesouro Prefixado (LTN)

Este tipo de título possui taxa predefinida no momento da compra. Isso quer dizer que, ao adquirir um Tesouro Prefixado, o investidor já sabe, na hora, qual será a taxa de juros paga no final do período de aplicação. 

Assim, este título é indicado principalmente quando a taxa de juros está alta, mas existe a tendência de que ela recue. Desta forma, o investidor “trava” a sua rentabilidade com a Selic elevada, e, depois, mesmo que ela caia, vai receber aquela rentabilidade maior ao final do prazo do investimento. Aproveite o Simulador Tesouro Direto para saber quanto vai render a LTN até seu prazo final.

Tesouro IPCA + (NTN-B Principal)

Este título proporciona rentabilidade real, ou seja, garante o aumento do poder de compra do seu dinheiro. Seu rendimento é composto por duas parcelas: uma taxa de juros prefixada e a variação da inflação (IPCA).

Desse modo, independente da variação da inflação, a rentabilidade total do título sempre será superior a ela. A rentabilidade real, nesse caso, é dada pela taxa de juros prefixada, contratada no momento da compra do título.

Dada essa característica, aliada ao fato de esse título possuir disponibilidades de vencimentos mais longos, ele é
indicado para quem deseja poupar para a aposentadoria, compra de casa e estudo dos filhos, dentre outros objetivos de longo prazo.

Possui fluxo de pagamento simples, isto é, você receberá o valor investido acrescido da rentabilidade na data de
vencimento ou resgate do título. Confira o rendimento futuro deste título no Simulador Tesouro Direto.

Taxas e Imposto de Renda do Tesouro

A taxa de custódia é cobrada pela BM&FBovespa sobre o valor dos títulos, referente aos serviços de guarda dos títulos e às informações e movimentações dos saldos. A taxa é cobrada semestralmente e representa o equivalente a 0,3% ao ano.

As taxas dos agentes de custódia são livremente acordadas com os investidores. São cobradas pelas corretoras e bancos. O Tesouro Nacional disponibiliza uma tabela com o valor cobrado por cada corretora e banco. Como em qualquer aplicação de renda fixa os ganhos com títulos do Tesouro Direto também são cobrados impostos.

O IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) é devido apenas quando o prazo da aplicação for inferior a 30 dias. Já o Imposto de Renda é sempre obrigatório. A alíquota é de 22,5% do lucro para investimentos de até 180 dias; 20% para 181 a 360 dias; 17,5% para 361 a 720 dias e 15% para investimentos de 721 dias ou mais.

Riscos do Tesouro Direto

Os títulos públicos são considerados os ativos mais seguros do mercado. Afinal, é muito mais fácil um banco ou uma instituição privada “quebrar” do que um país inteiro. Por isso, apesar de existir, o risco de crédito dos títulos públicos é considerado muito baixo.

Os títulos públicos também possuem volatilidade (alguns mais do que outros) e o preço do título pode oscilar durante o período da sua validade. Assim, se o investidor precisar resgatar o papel antes do vencimento, pode conseguir um valor menor ou maior do que o aplicado, dependendo da oscilação do título. Aproveite o Simulador Tesouro Direto e saiba seu valor de resgate.

Um título Tesouro IPCA + (NTN-B), por exemplo, tende a registrar queda no valor de face se os juros da economia aumentarem. Da mesma forma, o Tesouro Prefixado (LTN) perde valor unitário se os juros nominais subirem.para 181 a 360 dias; 17,5% para 361 a 720 dias e 15% para investimentos de 721 dias ou mais.


Simulador Tesouro Direto

Com o Simulador Tesouro Direto, você pode estimar a rentabilidade dos títulos, de acordo com o valor que está planejando investir:

CLIQUE AQUI PARA SIMULAR


Gostou do conteúdo? Cadastre-se na nossa Newsletter ao lado e fique por dentro de todas as dicas e sacadas para alavancar seus investimentos.


Agora que você já sabe TUDO sobre Tesouro Direto, clique no link abaixo e compartilhe nosso conteúdo nas redes sociais! Ajude outros investidores!