Análise Técnica

Em sua essência, a análise técnica de ações ou análise gráfica assume que os mercados exibirão comportamentos futuros consistentes com o passado, ou seja, o técnico se orienta pela repetição de padrões de comportamento do mercado.

Desta forma, o analista técnico observa as tendências deste comportamento e avalia como o mercado reage ao longo do tempo.

Seu maior objetivo é fazer previsões sobre o comportamento futuro dos preços, a predição de quando os preços irão se mover e sobre a hora certa para entrar (comprar ações) ou sair (vender ações) do mercado.

Analise Tecnica

A análise técnica é um estudo que procura, por meio de gráficos, projetar os caminhos futuros dos ativos, partindo da premissa de que determinados padrões históricos se repetem e de que o mercado se move por tendências.

Segundo alguns analistas técnicos, não é condição necessária para o sucesso nas bolsas conhecer os fatores externos que influenciam os preços das ações.

De acordo com um dos principais autores sobre o assunto, John J. Murphy: “Análise técnica é o estudo dos movimentos do mercado, principalmente pelo uso de gráficos, com o propósito de prever futuras tendências no preço.”

Sendo que o termo “movimento do mercado” inclui três principais componentes:

  • Preço;
  • Volume;
  • Taxa de Juros (usado somente para opções e futuros).

Analistas Técnicos – Traders

Também são chamados de grafistas porque estudam registros ou gráficos de preços passados das ações, na esperança de encontrar padrões que possam ser explorados para obter um lucro.

O Analista técnico compara o desempenho das ações sobre um período recente ao desempenho do mercado, ou outras ações no mesmo setor. Uma versão simples de força relativa toma o quociente do preço da ação como um indicador de mercado, como o índice da Ibovespa.

Se o quociente aumentar com o tempo, diz-se que a ação exibe uma força relativa, porque o desempenho de seu preço é melhor do que aquele de um mercado amplo. Presume-se que esta força possa continuar por um período longo, o suficiente para oferecer oportunidades de lucro.

A Análise Gráfica de Ações baseia-se em mercado eficiente. Um dos princípios fundamentais é de que qualquer informação da análise de preços passados que estiver disponível já foi refletida nos preços das ações.

Enquanto investidores competem para explorar o seu conhecimento em comum sobre a história de preços de uma ação, eles necessariamente impulsionam seus preços para níveis onde as taxas de retorno esperadas são comensuráveis com o risco. Nestes níveis, as ações não são compras boas e nem ruins. Estão apenas precificadas, isto é, não se devem esperar retornos anormais.

Características Principais da Análise Técnica

  • Analisar os dados gerados pelas transações: abertura, máximo, mínimo, fechamento e volume e contratos em aberto, no caso dos mercados futuros;
  • Analisar as tendências buscando descobrir o caminho futuro dos preços e determinar objetivos para os preços destes ativos em sua caminhada (projeções);
  • Identificar ação do ponto de vista emocional no mercado.

Teoria de Down

A origem da análise técnica moderna está presente nos trabalhos de Charles Dow no início do século XX. A teoria de Dow é uma das principais bases da análise técnica, sendo composta por sete princípios básicos:

Princípio 1 – Os índices descontam tudo

Os índices refletem a atividade combinada de milhares de investidores, incluindo aqueles que possuem as melhores informações. Desse modo, qualquer fato relevante já estará refletido nos preços das ações.

Princípio 2 – As três tendências do mercado

O mercado, segundo sua duração, se move em tendências, sendo elas:

  • Tendências Primárias: É a tendência principal, podendo durar vários anos.
  • Tendências Secundárias: reações que ocorrem dentro das tendências primárias, podendo durar de semanas a até poucos meses.
  • Tendências Terciárias: duram um curto espaço de tempo, podendo ser de algumas horas ou de, no máximo, alguns dias.

Princípio 3 – As três fases dos movimentos (tendências)

O mercado de alta é dividido em três fases:

  • Acumulação: fase em que o mercado é impulsionado por investidores que possuem melhores informações. As notícias ainda são negativas.
  • Alta sensível: fase marcada por um grande aumento da força compradora.
  • Euforia: fase em que ocorre um aumento excessivo nos preços, e as notícias são altamente animadoras, gerando um sentimento nos investidores de que o mercado não irá parar de crescer.

O mercado de baixa também é divido em três fases:

  • Distribuição: fase em que os profissionais e investidores com mais informações vendem seus ativos. As notícias continuam altamente otimistas, chegando muitos investidores a pensar que são apenas uma correção do mercado.
  • Pânico: fase em que aumenta muito a força vendedora do mercado, pois os investidores começam a notar que a pequena queda não era somente uma correção momentânea e procuram se desfazer dos papéis o mais rapidamente possível.
  • Baixa lenta: fase em que cessa a pressão vendedora, podendo ocasionar novas oportunidades de compra.

Princípio 4 – O princípio da confirmação

A tendência deve ser confirmada pelo menos por dois índices diferentes na sua formulação. O volume deve confirmar a tendência. Para comprová-la, deve-se observar mais de um índice da Bolsa, como, por exemplo, BOVESPA e Dow Jones.

Princípio 5 – Volume deve confirmar a tendência

O volume deve acompanhar as tendências para mostrar a sua força, do seguinte modo:

  • Tendência de Alta: o volume deve aumentar com a valorização dos ativos e diminuir nas correções.
  • Tendência de Baixa: o volume deve aumentar na desvalorização dos ativos e diminuir nas reações.

Princípio 6 – A tendência contínua até surgir um sinal definitivo de que houve reversão

Enquanto uma sucessão de topos e fundos ascendentes (tendência de alta) ou topos e fundos descendentes (tendência de baixa) mantiver o padrão, a tendência continua em andamento.

Princípio 7 – Para efeito de avaliação das condições do mercado, são usados os preços de fechamento

Utilize os preços de fechamento para analisar a verdadeira situação do mercado e avaliar as suas condições para
o dia seguinte.


Disponibilizamos o curso completo de Análise Técnica do Analista André Moraes – CLIQUE AQUI – assista agora. A série de 6 episódios é chamada de “Se Afastando da Manada”.


Esperamos que tenha gostado do conteúdo! Cadastre-se na nossa Newsletters ao lado  e fique por dentro de todas as dicas e sacadas para alavancar seus investimentos.


CLIQUE no link abaixo e compartilhe o conteúdo Financials nas redes sociais! Ajude outros investidores!