Como viver de dividendos de ações no Brasil? É possível ou não? Conheça essa estratégia!

Para a maioria dos investidores, uma aposentadoria segura é a prioridade número um de vida. A maior parte dos investimentos de muitas pessoas são dedicados a esse objetivo. Fazer essa poupança durante anos para uma aposentadoria é uma tarefa desafiadora. Nesse artigo vamos ensinar alguma estratégias pra você também viver de dividendos de ações.

A maioria dos métodos de aposentadoria requer uma combinação de aplicações e aportes. A maioria dos Fundos Previdenciários investem basicamente em títulos públicos e privados de longo prazo. E qual é o resultado dessa rentabilidade após anos de contribuição?

Comparando apenas a rentabilidade bruta de fundo de previdência conservador de renda fixa e um título do Tesouro Direto, os títulos públicos dão porrada na maioria dos VGBLs e PGBLs disponíveis no mercado, pois dificilmente você encontrará taxas de administração nos fundos abaixo de 0,5% ao ano.

Uma maneira de melhorar sua renda de aposentadoria é investir em ações que pagam bons dividendos ou fundos de investimento. O fluxo de caixa gerado por esses pagamentos de dividendos irão complementar sua Previdência. Ou talvez fornecer todo o dinheiro que você precisa para manter seu estilo de vida pré-aposentadoria. É possível viver estritamente de seus dividendos, se você fizer um pequeno planejamento!

Como viver de dividendos de ações?

Uma das melhores razões pelas quais as ações devem fazer parte do portfólio de cada investidor é, que ao contrário dos juros de títulos, os dividendos em ações tendem a crescer ao longo do tempo. Mais importante ainda, esse crescimento de dividendos historicamente superou a inflação.

Para esses investidores com longo horizonte de tempo, esse fato pode ser explorado para criar um portfólio que possa ser usado estritamente para viver de dividendos de ações.

A estratégia inteligente consiste em usar esses dividendos para comprar mais ações de uma empresa. Assim, com o passar do tempo receberão ainda mais dividendos e comprarão ainda mais ações.

Por exemplo, suponha que você comprou 1.000 ações de uma empresa que negociou por R$100,00 em um investimento total de R$100.000,00. A ação rendeu em dividendos 6% , então, no ano passado, você recebeu R$6,00 por ação, ou um total de R$6.000,00 em dividendos.

Assumindo que o preço dessas ações não se movem muito, mas a empresa aumenta seu dividendo em 6% ao ano, após 10 anos a carteira hipotética terá R$7.108,00 em dividendos. Após 20 anos de reinvestimento de dividendos, você receberá mais de R$24.289,00 por ano em dividendos.

Mas, e se você já está aposentado?

A combinação de renda de dividendos certamente é vantajosa se você tiver um longo horizonte de tempo. E se estiver prestes a entrar na aposentadoria?

Primeiro, investidores aposentados que procuram viver de dividendos de ações podem querer aumentar seu rendimento. Os títulos de alto rendimento, como CDB`s de bancos pequenos ou ações preferenciais, geralmente não geram muito crescimento de capital. Adicionar estes ativos ao seu portfólio aumentaria sua rentabilidade atual. Isso ajudará a pagar as contas atuais.

Assim, os investidores aposentados devem estar expostos em ações clássicas com bom histórico de pagamento de dividendos, como a AES TIETE ENERGIA SA (TIET11). Essas empresas aumentarão a receita de dividendos acima das taxas de inflação e ajudarão a aumentar seu rendimento para o futuro. Especialmente aquelas com maiores taxas médias de crescimento de dividendos.

Ao adicionar esses tipos de empresas a um portfólio, os investidores sacrificam algum rendimento atual para um pagamento maior no futuro.

Lembrando que um investidor com um pequeno portfólio pode ter problemas para viver de dividendos de ações. Porém os pagamentos crescentes e estáveis ​​ajudam a reduzir as retiradas de capital.

Conclusão para aprender a viver de dividendos

A maioria dos métodos de saque de portfólio envolvem a combinação de vendas de ativos com a receita de juros de títulos. Há sim uma maneira de atingir esse objetivo. Ao investir em ações de qualidade que pagam bons dividendos de forma crescente. Investidores jovens e velhos podem se beneficiar da composição das ações que, historicamente, superaram a inflação.

Tudo o que é preciso é um pouco de planejamento. Investidores inteligentes podem viver com seus fluxos de pagamento de dividendos confortavelmente.

CLIQUE AQUI e aprenda mais sobre viver de dividendos.


Gostou do nosso artigo? Seja um membro Financials cadastrando seu e-mail ao lado e receba nosso conteúdo exclusivo!


CLIQUE no link abaixo e COMPARTILHE o conteúdo Financials nas redes sociais! Ajude outros investidores a saber como conquistar a independência financeira!

Flavio Moura

Consultor Financeiro